COTS – Conduzir e Operar o Trator com Segurança

COTS – Conduzir e Operar o Trator com Segurança

4.7
4.7/5

Características

Formação obrigatória para condução de trator – COTS

Para a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) a habilitação legal para a condução de tratores e máquinas agrícolas pode assumir duas formas: Carta de Condução ou Licença de Condução, variável com o tipo de trator e de máquina agrícola ou florestal. 

A ACT para além da habilitação legal exigida pelo Código da Estrada exige que os operadores de tratores e máquinas agrícolas ou florestais sejam detentores de formação habilitante, que deverá ser atendida em operações com máquinas e equipamentos, no interior das explorações.

A formação habilitante pode assumir a forma de Licença de Condução ou Carta de Condução, complementada com a formação adequada para a operação com tratores e máquinas agrícolas ou florestais. 

Neste sentido, deve complementar a habilitação para a condução de que é detentor (carta de condução ou licença de condução) com o curso “Conduzir e operar com o trator em segurança” (35 horas).

Esta medida entrou em vigor a 21 de fevereiro de 2019 e impôs o prazo de 2 anos para os condutores de veículos agrícolas realizarem com aproveitamento a formação prevista na a) e b) do Despacho n.º 1819/2019.

Condutores com carta de condução que os habilite a conduzir veículos das categorias B, C e/ou D, que pretendam conduzir na via pública veículos agrícolas das categorias II e III, devem realizar a ação de formação “Conduzir e operar com o trator em segurança”, de 35 horas

Para conduzir o trator na via pública é obrigatória a formação Conduzir e Operar o Trator em Segurança, e a não habilitação será alvo de coima.

Portugal apresenta um dos maiores níveis de sinistralidade com veículos agrícolas . Por envolverem riscos específicos para os operadores, a condução e operação deste tipo de máquina e equipamento deve ser efetuada por trabalhadores devidamente habilitados para esse efeito. 

Agricultores, operadores e trabalhadores agrícolas – Alínea a) do Artigo 3.º do Despacho 3232/2017, de 18 de Abril de 2017.

  • Identificar as principais causas dos acidentes com tratores em Portugal.
  • Identificar as principais disposições do código da estrada para a condução segura de veículos agrícolas na via pública e para operar na exploração, bem como disposições do código do trabalho.
  • Identificar os princípios a ter em conta para realizar uma condução segura na via pública e operar na exploração, bem como do cumprimento do código do trabalho.
  • Identificar as aptidões e o comportamento que o condutor de trator deve ter quando conduz na via pública e na exploração.
  • Identificar os cuidados de segurança a ter na preparação e condução do trator.
  • Identificar o equipamento de segurança e de proteção que o trator deve ter.
  • Identificar o equipamento de proteção individual de um operador de trator.
  • Conduzir o trator com segurança na via pública e na exploração.
  • Conduzir o trator com uma máquina montada/rebocada em segurança na exploração agrícola.
  • Operar em segurança com a TDF (tomada de força) e um veio telescópico de cardans.
  • Conteúdos programáticos
  • Acidentes com tratores em Portugal
  • Caracterização geral – dados estatísticos
  • Acidentes e mortalidade na via pública – incidência, tipo de acidentes e principais causas
  • Acidentes e mortalidade na exploração – incidência, tipo de acidentes e principais causas
  • Condução e prevenção rodoviária com veículos agrícolas – Código da Estrada, Código do trabalho e Normas aplicáveis
  • Habilitação para a condução de tratores agrícolas
  • Princípios gerais de trânsito e de segurança rodoviária
  • Condutor e o seu estado físico e psicológico
  • Condutor e o veículo
  • Condutor e os outros utentes da via
  • Condutor, a via e os outros fatores externos
  • Condutor e o conhecimento do veículo, aptidões e comportamentos
  • Legislação aplicável
  • Veículo seguro – equipamento de segurança e proteção do trator
  • Homologação – Declaração CE de Conformidade. Marcação CE. Manual de instruções
  • Manual de instruções – consulta, verificações e manutenções periódicas do veículo
  • Estruturas de proteção – cabine, quadro, arco de S. António
  • Sistema de retenção e cinto de segurança
  • Protetores de órgãos ativos e quentes
  • Extintor
  • Sinalização luminosa rotativa
  • Espelhos retrovisores
  • Caixa de primeiros socorros
  • Equipamento de proteção individual
  • Descrição, características e função de cada elemento de proteção
  • Cuidados particulares com o vestuário a usar em função das máquinas a operar
  • Condução e operação com o trator em segurança
  • Principais mandamentos de segurança com o trator
  • Cuidados a ter antes de acionar e começar a trabalhar e no acesso ao trator
  • Posição do operador para conduzir o trator ou operar comandos periféricos
  • Cuidados a ter com o trator acionado
  • Cuidados a ter na condução do trator, adequada às do tráfego, do piso e das condições climatéricas
  • Cuidados a ter com outras pessoas
  • Cuidados a ter no engate de máquinas e alfaias aos três pontos do hidráulico
  • Cuidados a ter no engate do reboque e dispositivos de segurança
  • Condução do trator na via pública – sem e com reboque, sem e com máquinas montadas, semi-montadas ou rebocadas
  • Cuidados a ter para evitar o reviramento ou o capotamento do trator
  • Condução do trator em condições perigosas e operar com órgãos ativos
  • Condução e operação em terreno acidentado
  • Condução e operação do trator com carregador frontal
  • Condução e operação do trator com reboque carregado e descarregado
  • Cuidados a ter com o uso da báscula do reboque
  • Operação com a TDF (tomada de força) – sistemas mecânicos de segurança para o veio e, de proteção para o operador
  • Operação com o sistema hidráulico
  • Velocidade no trator adequada às condições do piso e das condições climatéricas
  • Travagem do trator; utilização do sistema de travagem; combinação da travagem com a utilização da caixa de velocidades
  • Respeito pelas distâncias de segurança relativamente a cômoros, valas e precipícios
  • Boas práticas de segurança na condução, operação e engate/desengate de reboques e semi-reboques e outras máquinas agrícolas e saúde no trabalho agrícola

Escolaridade mínima obrigatória de acordo com a idade, atestada através do Certificado de Habilitações.

 

Outros requisitos : Carta de Condução da categoria B / C ou D ; Título de Condução que habilite a conduzir veículos agrícolas, quando o seu titular pretenda atualizar conhecimentos. 

Escolaridade 4º ano e cartão cidadão.

de formação tais como, exposição dialogada, demonstração, simulação, estudo de caso, trabalho individual e de grupo, privilegiando-se a interação entre o grupo.

 

A avaliação é realizada mediante atividades que podem assumir a forma de testes, exercícios ou trabalhos individuais e em grupo, a aplicar ao longo do curso.

 

Entregue Certificado de Formação Profissional emitido através da Plataforma SIGO (Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa), em conformidade com a Portaria nº 474/2010, de 8 de julho aos formandos que concluírem com aproveitamento.

Este curso inclui:
Dúvidas e Respostas:

Com a criação destes cursos COTS, parece-nos muito importante clarificar quem por lei está obrigado a fazê-los.

Sem sombra de dúvidas, é possível dizer que quem está obrigado a fazer a formação COTS são os condutores com Carta de Condução das categorias B, C e D que pretendam conduzir veículos agrícolas na via pública.

Mesmo os que trabalham apenas por conta própria, porque é o que exige a revisão feita ao RHLC no âmbito do IMT.

Estão obrigados a fazer a formação COTS os condutores com Carta de Condução das categorias B, C e D que pretendam conduzir veículos agrícolas na via pública.

Mesmo os que trabalham apenas por conta própria, porque é o que exige a revisão feita ao RHLC no âmbito do IMT. 

Têm ainda de fazer o curso os detentores de Licença de Condução de Trator Agrícola (obtida numa escola de condução) se forem trabalhadores por conta de outrem, ou, sendo trabalhadores independentes, se fizerem prestação de serviços. Esta exigência decorre de ambas as situações estarem sujeitas à fiscalização que é feita pela ACT.

Sim, o curso de manobrador é válido para as entidades que têm de proporcionar 35 horas de formação anual aos seus funcionários. Não tem a mesma finalidade do curso COTS. São formações diferentes.

O portador de uma Licença de Condução de Trator Agrícola obtida no âmbito de uma ação de formação realizada sob a tutela do MAFDR (Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento  Rural) ou em um  Centro de Formação Profissional como a DTLX.

10 Vantagens da Formação Modular.

Muitos ainda não sabem, mas é bem fácil fazer um curso pela internet! Hoje, a rede traz opções para todos os bolsos e necessidades.

Isso porque há, sim, muitas vantagens de estudar online.

1. Economizar dinheiro
Os cursos online têm um custo mais baixo que os presenciais convencionais, já que, dessa forma, as instituições de ensino conseguem oferecer o mesmo conteúdo sem a necessidade de uma estrutura física de salas de aula.

Além do valor do curso, o aluno economiza também com o transporte, já que não precisará se deslocar até a instituição de ensino, e com material didático, que é todo digital, e não impresso em livros ou apostilas.
2. Comandar seu tempo de estudo
Nos cursos online você não precisa assistir às aulas sempre no mesmo horário e em determinados dias da semana. Se o seu único tempo livre é de madrugada, por exemplo, você consegue estudar de casa e se organizar dentro da sua disponibilidade. Assim, o andamento das aulas segue o seu ritmo.

Além disso, você avança mais rápido nas disciplinas, porque não precisa esperar todos os alunos acompanharem o conteúdo para seguir em frente, como em uma sala de aula convencional. Também pode se dedicar mais aos tópicos com que tem mais dificuldade, sem gastar tanto tempo nos assuntos que já domina.

É você, portanto, quem faz a sua rotina de estudos: se em um dia você consegue estudar mais horas e, no dia seguinte, o seu tempo está mais curto, não há problema! O conteúdo está todo ali.
3. Fazer o curso em qualquer lugar
Além da flexibilidade de horários para estudar, os cursos online também podem ser feitos em qualquer lugar. É só ter um dispositivo, como um tablet, smartphone ou notebook, e acesso à internet!

Portanto, se você perde muito tempo no ônibus para ir ao trabalho, por exemplo, pode aproveitar esse período para estudar. Ou pode, ainda, separar alguns minutos do seu horário de almoço para revisar alguma aula. A liberdade é sua!
4. Estudar de forma interativa
Ao contrário do método de ensino tradicional, com livros ou apostila, os cursos online oferecem formatos mais dinâmicos, e bastante atrativos, de aula.

Os conteúdos podem ser apresentados por meio de vídeos, infográficos e outras formas interativas, o que prende a sua atenção e aumenta o seu rendimento. Além disso, os exercícios online são ótimos para acompanhar o seu progresso durante os estudos.
5. Poder tirar todas as suas dúvidas
De fato, muita gente pensa que, em um curso online, não há contato com o professor como em uma aula presencial. Mas saiba que as plataformas de aprendizagem à distância normalmente possuem um canal específico para você acessar e esclarecer as dúvidas com o professor! Há outros casos em que há monitores ou mutirões de dúvidas.

Trata-se de um apoio pedagógico que ajuda bastante para que o aluno mantenha-se motivado e não desista nos tópicos mais difíceis.
6. Acessar conteúdos atualizados
Por toda a facilidade envolvida, cursos online são sempre atualizados, o que garante que o aluno não correrá o risco de estudar um conteúdo defasado. Já em instituições de ensino tradicionais, é bem mais difícil manter esse tipo de controle em cursos presenciais.

Os recursos da tecnologia permitem, ainda, que essa atualização seja feita aprofundando o conteúdo — especialmente em temas relacionados a atualidades e novas legislações, com a criação de fóruns e chats sobre o assunto para discussão entre alunos e professores.
7. Qualidade e certificação iguais às do curso presencial
Muita gente se pergunta se o curso presencial é melhor do que o online? Mas essa ideia é um mito, não é verdade. A certificação tem o mesmo valor, e a qualidade de um curso online é igual — ou até superior, em alguns casos — à de um curso presencial.

Isso porque a escolha de professores para cursos online é mais criteriosa e vai além da avaliação de especializações. Assim, são selecionados os professores que têm boa comunicação e conseguem transmitir o conteúdo com facilidade, treinados para ensinar de forma dinâmica e fácil diante das câmeras.
8. Poder trabalhar enquanto estuda
Sabemos que não é todo mundo que pode se dedicar apenas aos estudos. Na maioria dos casos, o concurseiro ou a concurseira precisa trabalhar justamente para se manter estudando. Nesses casos, a flexibilidade de horários que o curso online oferece pode fazer toda a diferença.

Com o curso online, o aluno pode estudar aos finais de semana ou mesmo durante o horário de trabalho ou nos intervalos, se a função permitir. Outra maneira eficaz de otimizar o tempo de estudo.
9. Autonomia na aprendizagem
Com tudo isso, estudar online permite que o aluno tenha autonomia e escolha a melhor maneira de aprender. Afinal, diferentemente do que acontece em cursos presenciais, aqui o estudante não precisa acompanhar exatamente o cronograma do professor. É possível identificar o próprio perfil de estudos e fazer o curso ficar personalizado. Também é possível definir o próprio cronograma e decidir quais são os melhores meios para estudar e fixar o conteúdo, por exemplo. E em cursinhos online isso é ainda mais vantajoso, pois a pessoa pode já ter conhecimento em algumas matérias específicas.

Assim, é possível pular o conteúdo que você já domina e focar no que realmente precisa aprender.
10. Mais qualidade de vida
Finalmente, vale lembrar que conciliar a vida pessoal com um curso presencial não é uma tarefa fácil. Já no curso online, a pessoa cria os seus próprios horários, tendo flexibilidade para estudar e pular as matérias que já conhece. Tudo isso permite estudar e manter a vida social com resultados ainda melhores no estudo.

Não podemos nos esquecer de que ter tempo para lazer, familiares e amigos é essencial para melhorar a aprendizagem. Afinal, é necessário relaxar e colocar as ideias no lugar para conseguir memorizar e entender os conteúdos com mais facilidade.
Não dá para ficar de fora!
Enfim, são tantas as vantagens de fazer um curso online que não dá para ficar de fora! Então, se você quer um curso de qualidade para se preparar para o concurso público dos seus sonhos, considere com carinho a opção de estudar on-line. Esteja preparado para o mercado e para os diferentes desafios que o espera.

Construa uma carreira de sucesso conosco!
Previous
Next

Frequentemente
Interessa Junto

Outros cursos que podem ser de seu interesse.