Plano de Formação 40 horas

Plano de Formação 40 horas

5.0
5/5

Características

A Formação contínua é fundamental para adaptar os recursos humanos às alterações que surgem nas empresas, bem como para melhorar os seus índices de produtividade e competitividade nos mercados em que operam.


Importante saber:

No âmbito do Código do Trabalho, a formação profissional assenta no dever de o empregador assegurar ao trabalhador o direito individual à formação, mas também no dever de o trabalhador de participar, de modo diligente, nas ações de formação que lhe forem proporcionadas.

Qualquer empresa com mais de 5 funcionários.

Presencial (local a definir).

A formação presencial corresponde ao modelo tradicional de educação, em que o formador e os formandos estão presentes fisicamente no mesmo local, a uma hora predeterminada, para a realização da formação sobre a temática prevista.

Esta formação pode ser dirigida a Formandos da mesma Empresa (intra-empresa) ou formandos de diferentes Empresas (interempresas).

O objetivo da formação contínua é promover o desenvolvimento e a adequação da qualificação do trabalhador, tendo em vista melhorar a sua empregabilidade e aumentar a produtividade e a competitividade da empresa. Este dever de formação profissional do empregador concretiza-se no dever de formação contínua.

A matéria da formação contínua foi uma das alterações promovidas ao Código do Trabalho pela Lei n.º 93/2019, de 4 de setembro, tendo sido aumentado o número mínimo anual de horas de formação de 35 para 40 horas.

O Código do Trabalho prevê que a violação do direito às 40 horas anuais de formação profissional pode constituir a empresa numa contra-ordenação grave.

No que diz respeito à formação contínua individual, existe uniformização das regras relativas ao contrato de trabalho a termo e aos contratos de trabalho por tempo indeterminado, nos casos em que sejam contratados trabalhadores a termo por um período igual ou superior a três meses.

Artigo 131º – Formação contínua – Alínea 2 – O trabalhador tem direito, em cada ano, a um mínimo de 40 horas de formação contínua, ou sendo contratado a termo por período igual ou superior a 3 meses, a um número mínimo de horas proporcional à duração do contrato nesse ano.

Além disso, às empresas cabe o dever de promover a qualificação do trabalhador, assegurar o direito individual à formação, organizar planos de formação anuais ou plurianuais, reconhecer e valorizar a qualificação adquirida pelo trabalhador; e habilitar os trabalhadores a prevenir os riscos associados à respetiva atividade.

O incumprimento resulta em coimas aplicadas pela Autoridade para as Condições do Trabalho.

O trabalhador tem direito em cada ano a um número mínimo de 40 horas de formação contínua ou, sendo contratado a termo por período igual ou superior a três meses, a um número mínimo de horas proporcional à duração do contrato nesse ano.

Da mesma forma, o trabalhador não pode recusar-se a participar em ações de formação profissional.

Este curso inclui:

5 Vantagens da Formação Presencial.

1. Proximidade entre formador e formandos.
2. Facilidade da motivação.
3. Esclarecimento das dúvidas em tempo real.
4. Maior interação entre o formador e os formandos, permitindo a troca permanente de informações e "feedback".
5. Atualização contínua dos conteúdos.
Previous
Next

Frequentemente
Interessa Junto

Outros cursos que podem ser de seu interesse.